COMO EQUILIBRAR O CORPO TRIÂNGULO INVERTIDO

Primeiramente, não existe corpo feio. O que existe é a falta de valorização das características principais em razão da não identificação correta do tipo de corpo.

E é justamente isso que vamos começar a aprender: a valorizar o seu tipo de corpo para destacar os pontos fortes e disfarçar o que não favorece na silhueta. Iniciaremos com o formato de corpo triângulo invertido e suas peculiaridades.

Formato de corpo

Identificamos um formato de corpo a partir das principais características da estrutura corporal com base nos pesos visuais e distribuição dos volumes. De uma maneira simples, verificamos a estrutura óssea através do sombreado da silhueta.

Quer saber como identificar o seu formato de corpo? Assista meu vídeo do Youtube ensinando o passo a passo ,tocando AQUI.

Só existe mudança do tipo de formato de corpo se a modificação corporal for significativa. A lógica que se usa para equilibrar um formato de corpo é a mesma aplicada para qualquer tipo, mas a maneira que se aplicam essas técnicas é que se diferenciam.

A identificação do tipo de corpo é realizada de forma simples por meio de régua ou fita métrica e você pode fazer em si própria a partir das suas medidas. Não existe formato de corpo ruim ou feio, mas sim o que gostamos ou não gostamos na nossa imagem.

Através da verificação do tipo de corpo e, consequentemente, daquilo que gostamos ou não nele, é que vamos adequar o que iremos usar para valorizar nossa silhueta. Uma pessoa que possui o corpo no formato triângulo invertido pode, por exemplo, se achar com os ombros largos, dando preferência a roupas que disfarcem essa característica.

Outra pessoa com esse mesmo tipo de corpo pode não ter essa visão e gostar de se vestir de forma impactante. Logo, não existe certo ou errado, mas equilíbrios utilizados para se harmonizar o visual ao seu gosto.

Triângulo Invertido

O triângulo invertido é o formato de corpo com mais peso visual (destaque natural) na região superior (ombros) e com a parte de baixo (quadril) perceptivelmente menor. Não existe uma medida exata de centímetros que difere a região superior da inferior desse tipo de corpo porque isso se detecta através da percepção.

O corpo triângulo invertido possui mais volume na parte de cima e, para ter equilíbrio visual, as quantidades de volumes devem ser parecidas nas partes de cima e de baixo do corpo, contando a cintura como o meio.

Nesse caso, podemos buscar a harmonia com o alongamento, a exemplo do uso do salto alto em que se ganha visualmente alguns centímetros para suavizar a largura.

Efeitos de ilusão de ótica

Na imagem abaixo temos três bonecas com a mesma parte de cima (amarelo), mas cada uma com saias com cores diferentes:

Na primeira boneca (da esquerda), a saia também é amarela como na parte de cima e isso traz um equilíbrio, mas a parte inferior não se destaca em relação à superior porque quando se usa as mesmas cores de peças de roupas nas partes de cima e de baixo as características naturais são realçadas.

Já na boneca do meio notamos um pouco mais de diferença de cor porque a saia possui tons vizinhos do círculo cromático – tom sobre tom – com cores análogas (amarelo, laranja claro e laranja avermelhado) e causa mais volume visual para parte de baixo.

Na boneca da direita existe um contraste bem alto com uma diferença bem grande entre os tons das cores usadas e isso faz com que a parte de baixo tenha um impacto significativo e chame mais atenção que a parte de cima.

Esse tipo de impacto é chamado de desvio do olhar por desviar o olhar da pessoa para uma parte que naturalmente iria chamar mais atenção (ombros) para a parte de baixo (saia) ao se utilizar uma cor bem contrastante.

Normalmente, no corpo triângulo invertido devemos chamar atenção para a parte de baixo para alongar a silhueta.

O uso de alguns elementos em determinadas regiões do corpo ampliam visualmente essas áreas: cores mais coloridas, cores claras, cores vivas e intensas, brilhos, texturas felpudas, estampas contrastantes, estampas espaçadas, grandes bordados, amarração, dentre outros.

ANÁLISE DE LOOKS

A seguir temos dois looks com blusa preta na parte de cima em corpos triângulo invertido:

No primeiro look (da esquerda), para equilibrar a silhueta, se usou a calça branca, enquanto no segundo a mesma cor na parte de cima e de baixo (preto) mostra completamente o formato natural do corpo ao não se fazer uso de algum elemento que equilibre a silhueta.

Esse contraste fica mais evidente ao utilizar roupas justas por revelarem ainda mais o formato natural do corpo.

Trago mais um exemplo com dois looks com a parte de cima branca, mas um justo e outro com mais volume:

Verificamos que as peças da esquerda são mais justas e revelam ainda mais o formato do corpo, e as da direita têm mais amplitude, escondendo o quadril e dando a impressão de que tem mais volume do que tem de verdade.

Sempre que uma determinada região do corpo incomoda e você quer disfarçar, não deve usar uma peça justa para não ressaltar ainda mais essa parte.

Os próximos exemplos trazem outra forma de enganar nosso cérebro fazendo uso das linhas e do nível de contraste:

Nos exemplos acima, visualizamos linhas no sentido vertical com impacto discreto (esquerda) e uma linha metade preta e metade branca na diagonal (direita) com forte impacto.

Então, a segunda saia causa um pacto grande ao ponto de chamar muito mais atenção para essa parte do corpo por desviar o nosso olhar da parte de cima.

Com relação às estampas, temos na imagem abaixo três tipos de peças para análise (uma peça lisa, uma com estampa cinza e preta e outra com estampa preta e branca):

É visível no look da direita o destaque no contraste das cores da estampa (preto e branco) por ocasionar um impacto e uma amplitude maior (equilíbrio significativo).

Contrariamente, a peça mais lisa (da esquerda) não chama atenção para a parte de baixo e revela o corpo exatamente como ele é, enquanto a peça do meio ocasiona um pouco mais de atenção para essa parte do corpo, mas de maneira sutil.

É muito importante provar as roupas e verificar como elas se comportam no corpo para podermos valorizar o que temos de melhor.

Por isso, saber o seu tipo de formato de corpo e as técnicas para equilibrar a sua silhueta é essencial para ter um visual harmônico e elegante e fazer boas escolhas nas suas próximas compras.

Confira no meu canal do Youtube vídeo sobre as peças essenciais para o corpo triângulo invertido ,tocando AQUI.

Beijos,

Manu.

PS.: Se você deseja se tornar uma mulher mais bonita, elegante e bem vestida, inscreva-se no meu curso de estilo e aprenda a valorizar o que você tem de melhor. ,Toque AQUI para saber mais.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: